RAÇA MODERNA X DEFEITOS GENÉTICOS

 

O Pastor Alemão moderno é criticado por ter se afastando da ideologia original Von Stephanitz para a raça, de que pastores alemães deveriam ser criados principalmente como cães de trabalho, e que a reprodução deveria ser rigorosamente controlada para eliminar rapidamente quaisquer defeitos. 

 

Os críticos acreditam que a criação descuidada e sem controle promoveu doenças e outros defeitos que atingem a raça. 

No âmbito dos programas de melhoramento, supervisionado por Von Stephanitz, os defeitos foram rapidamente eliminados. No entanto, nos tempos modernos, a falta de regulamentação sobre a criação, acarretaram problemas genéticos, tais como: cor pálida, displasia, monorquidismo, fraqueza de temperamento, falta de dentes, orelhas dobradas e que não ficam de pé quando o animal atinge a idade adulta.